Português X Espanhol: Falsos Amigos

Não há dúvidas de que há muita proximidade entre os idiomas português e espanhol e que isso ajuda muito na comunicação entre pessoas nativas destas duas línguas. Elas são tão ligadas que, em algumas situações, é muito possível até mesmo duas pessoas conversarem, uma falando em espanhol e a outra em português.

No entanto, tamanha semelhança pode nos levar a cair em algumas armadilhas do famigerado “portunhol”. Uma dica boa é prestar atenção aos falsos amigos (ou falsos cognatos), que são aquelas palavras iguais (ou muito parecidas) em sua escrita e/ou pronúncia, mas com significados totalmente diferentes.

Não importa se você vai para morar ou só de visita, separamos alguns exemplos de falsos amigos que vão te ajudar a não entrar numa saia justa ao chegar na Espanha ou outro país nativo do idioma castelhano.

No restaurante, preste muita atenção: “un vaso” é um copo, “una copa” é uma taça e “una taza” é uma xícara! Confuso, né? Imagina a cara da garçonete caso você peça uma “taza” de vinho? Vai achar, no mínimo, estranho alguém curtir beber um vinhozinho na xícara.

Ah! Se você gosta de batata frita, lembre-se de pedir “patatas fritas”. Batata, pelo menos na Espanha, é a nossa batata doce.

Outro exemplo clássico e que causa muita confusão são as palavras “pronto” e “luego”. Em espanhol, pronto significa cedo e não tem nada a ver com o nosso “pronto” em português. Se você quer dizer, em espanhol, que uma coisa está pronta, você deve dizer que “está lista”. Já o “luego” tem sentido oposto ao nosso “logo”. Em espanhol, “luego”, significa depois, mais tarde. Portanto, se você precisa que algo seja feito logo, pedir para “luego” pode lhe atrasar um bocado.

A palavra “grasa” tem a pronúncia igual a “graça”, mas, é claro, seus significados são completamente diferentes. A palavra espanhola significa gordura, oleosidade! Chamar alguém de “engraçado”, num país hispanofalante, é o mesmo que dizer que essa pessoa está toda engordurada. Desagradável, né?

E essa lista não para de crescer! Olha aqui mais alguns exemplos de palavras em espanhol que são super parecidas (ou iguais) em português, mas que significam outra coisa:

  • Cachorro = filhote
  • Balcón = varanda
  • Camarero/Camarera = garçom/garçonete
  • Bolsa = sacola
  • Bolso = bolsa
  • Escoba = vassoura
  • Guitarra = violão

Você já passou por alguma situação inusitada por recorrer ao portunhol e acabar usando uma palavra nada ver com o contexto da conversa? Conta para a gente! Vamos adorar conhecer mais da sua história.

Gostou do tema e quer saber mais? A Comissão Europeia lançou uma lista enorme de falsos amigos e vale a pena dar uma olhada!

https://ec.europa.eu/translation/portuguese/magazine/documents/folha47_lista_pt.pdf

*Imagens: Pixabay e Canva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *