Um ano de Continuidade!

Foram as caminhadas matinais ouvindo podcasts, que despertaram em mim, Flora, o desejo de ter o meu próprio. Para Cris, foi a necessidade de, literalmente, colocar sua voz em algum projeto criativo. E assim começamos a conversar cada vez mais sobre essas possibilidades e desejos.

Na verdade, desde novembro de 2018 já vínhamos nos sintonizando com o desejo de criar pontes. Há alguns anos, tínhamos feito uma especialização juntas e, desde então, era muito grande em nós duas a necessidade de compartilhar esses conhecimentos com o mundo. Nossas próprias vivências enquanto mulheres migrantes nos qualificavam ainda mais para apoiar outras pessoas que se aventuraram a mudar de país, seja de forma voluntária ou involuntária.

Foram mais de 6 meses de testes, criação de roteiros, construção do nome, testando formatos. E como, se estivéssemos predestinadas para virar podcasters, assim que começamos a falar de forma mais concreta de nosso desejo, amigos nos presentearam com o que a amizade tem de mais especial:  apoiar o outro no seu sonho, seja ele qual for!

Du Conti, amigo de Cris de milhões de anos, compôs nosso lindo jingle. Ele ainda foi além e fez a ponte para Cris retomar o contato com outro grande amigo de infância, Daniel Castelani, que acabou se tornando nosso editor. Foi a filha de Daniel, Beatrice Castelani, que criou nosso logo, dando assim mais uma voltinha nessas linhas intrincadas e contínuas que compõem a vida.

A migração nos ofereceu muitos obstáculos, mas também nos presenteou com muitos amigos e amigas queridas. Uma delas é Clarisse. Ela embarcou na loucura de apoiar duas “analfabetas” digitais a se tornarem influenciadoras e, hoje, deixa nosso Instagram exuberante, além de propor e nos conectar com pessoas que geram parcerias lindas para o Continuidade Podcast.

Para fortalecer ainda mais esse nosso grupo, uma comunicóloca baiana retada também nos ofereceu ajuda ao ficar sabendo de nosso desespero e fomos muito sábias em aceitar. A nossa caçulinha Lali Souza é uma mulher forte, de sorriso contagiante e voz encantadora; Escritora de mão cheia, além de colaborar com nosso site, deixando-o todo especial, ainda nos ajuda também nos assuntos midiáticos. Pense numa equipe iluminada!

Foto: Clarisse Och

O Continuidade Podcast começou como hobby e foi tomando cada vez mais espaço em nossas vidas. É um espaço que cedemos com prazer porque ele acabou se tornando uma missão de vida pra gente. Muitas vezes dizemos que ele é mais que um podcast, já se tornou um canal de cura no nosso processo de desenvolvimento pessoal e profissional.

Através do Continuidade mostramos nossas imperfeições sem vergonha de julgamentos, ressignificando a ideia de que, para sermos aceitas, precisaríamos almejar a perfeição. No campo profissional, alcançamos migrantes que nos ajudam a refletir e empoderá-los nas suas escolhas de construir uma nova versão de si mesmos(as) e de suas identidades culturais.

Que desafio resolvemos encarar! Esse hobby tomou uma dimensão tão grande que, algumas vezes, pensamos em puxar o freio de mão e diminuir… mais aí vêm as reuniões, vem nossa equipe linda com milhões de ideias e parcerias novas – tanto fôlego que não quis parar de gerar conteúdo nem nas férias – para nos lembrar que, uma vez construídas as pontes, elas devem continuar servindo para conectar pessoas.

Feliz aniversário para nós! E rumo à segunda temporada!

*Por Flora Régis Campe

Continuidade Indica: Coletânea Reedificações

Criar pontes e gerar diálogos: esses são alguns dos principais objetivos do Continuidade.

Acreditamos que existe uma coisa muito poderosa no ato de nos conectarmos a pessoas com as quais compartilhamos as mesmas visões de mundo e objetivos. A certeza de não estarmos sós em nossas aflições, nos traz conforto e acalanto. Por isso, foi uma emoção indescritível nos aproximarmos, mesmo que apenas intelectualmente, da queridíssima Farah Serra.

Farah organizou a “Coletânea Reedificações”, que reúne as histórias de mulheres que se reinventaram através da migração. Esses relatos, em primeira pessoa, nos levaram às lágrimas algumas vezes e, em outras, nos mostrou que nossas dores e incertezas são compartilhadas por muito mais pessoas do que imaginamos.

A Coletânea Reedificações conta com histórias de mulheres diferentes e a sua organizadora tem um desejo em comum com o Continuidade: abrir espaços para que mais mulheres falem por si mesmas, aumentar e estimular a cooperação entre nós e ecoar o movimento de mulheres que inspiram outras mulheres.

No nosso podcast, convidamos algumas das mulheres que compartilharam suas histórias na Coletânea Reedificações e o primeiro desses episódios especiais já está no ar. Érica Martins Carneiro morou na Alemanha e há alguns anos vive na Islândia com sua família trabalhando como guia de turismo. Clica aqui para ouvir o episódio e conhecer um pouco mais sobre a história dela!

Para quem se interessou e quer saber mais sobre o projeto e/ou adquirir o livro, é só entrar e contato diretamente com a organizadora através do email: farahserra@farahserra.com.
Recomendamos muito essa leitura!

*Por Cris Oliveira

Continuidade Indica: Psicólogos Brasileiros Online

Quando falamos sobre a situação atual da pandemia do Covid-19, as primeiras coisas que vêm à mente são os cuidados com a higiene pessoal e o distanciamento social. Mas, tão importante quanto cuidar da saúde do nosso corpo, é cuidar da nossa saúde mental.

Observa-se que, com a pandemia, muitos brasileiros passaram a apresentar alguma fragilidade emocional, levando, até mesmo, a episódios de síndrome do pânico, ansiedade ou ao agravamento, por exemplo, da depressão.

Pensando nisso, a DAC (Divisão de Assistência Consular) – através do Grupo Consular de Crise – criou o Time Humanidades, que consiste numa parceria com dois grupos de psicólogos que estão prestando suporte emocional, em regime de plantão psicológico, por meio de atendimento remoto e voluntário a brasileiros que vivem em outros países do mundo. Além dos brasileiros expatriados, seus familiares, que vivem as angústias e medos em função da distância de seus entes queridos que correm risco de saúde com a pandemia no exterior, também podem solicitar o apoio.

Se você se encaixa no perfil descrito acima e precisa de ajuda, entre em contato com o Time Humanidades pelo WhatsApp da psicóloga coordenadora do grupo (+55 21 99609-9346) e ela vai te encaminhar para um dos mais de 60 psicólogos que fazem parte da iniciativa.

Apesar de não ser um tratamento psicoterápico, o Time Humanidades oferece acolhimento e escuta, que podem ser fundamentais para o cuidado com a saúde mental durante o enfrentamento ao Covid-19.

Através do Time Humanidades, você pode encontrar abrigo e alívio para a sua dor, pois há profissionais competentes dispostos a te ajudar. Lembre-se: por mais difícil que pareça, você não está só.

Precisa de ajuda? Entre em contato: +55 21 99609-9346.

Um abraço virtual e conte com a gente!



Fonte: Setor de Legislação Consular | Divisão de Assistência Consular| Conselho de Cidadania de Zurique.

Ministério das Relações Exteriores